Publicado em 11.03.2019 às 13:42

BNCC é uma corredeira de desafios

    Terra de paisagens moldadas por vales e montanhas e conhecida turisticamente pelo rafting, Três Coroas sabe de longe a importância do planejamento para vencer os obstáculos em qualquer área. A exemplo da educação, que se tornou ponto de atenção desde a homologação da Base Nacional Comum Curricular (BNCC). “Nossa preocupação foi com os imensos desafios de implementação, construção de currículos municipais e formação de professores”, afirma Ionara Closs, da Secretaria Municipal de Educação e Cultura.

    Assim como nas corredeiras do Rio Paranhana, o Município reconhece que a melhor estratégia é remar e compartilhar cada momento para ir adiante. Dos encontros e conversas com equipes diretivas e professores de 2018 para cá, a Secretaria de Educação e Cultura de Três Coroas já identificoumuitos desafios. Alguns deles provocam certa aflição, como a transição da Educação Infantil para o Ensino Fundamental e o fato de o documento estabelecer a alfabetização plena até o 2º ano.

    “Tais definições podem causar confusão na cabeça de muita gente”, diz Ionara, ao citar os PCNs (Parâmetros Curriculares Nacionais) e o RCNEI (Referencial Curricular Nacional para a Educação Infantil). “O documento pode ser mal interpretado e pode gerar cobrança da alfabetização das crianças já na Educação Infantil, com a obrigação de terem leitura e escrita fluente.”